.Resenha

{Resenha} O Pulo da Gata, Fernanda França

16:23


O Pulo da Gata é o quarto livro da escritora Fernanda França. Publicado pela Editora Planeta, a comédia romântica conta a história de Maggie May, uma veterinária de 23 anos que tem pavor de acabar como uma "solteirona desiludida" e, por isso, o maior sonho da sua vida é se casar. Em um site de encontros ela conhece Felipe e está certa de que ele é, finalmente, "o cara".


Quando vi o vídeo da Fernanda falando sobre o livro, fiquei com um certo medinho de a história se manter só na "caça a um marido" da Maggie, mas não sei como pude pensar nisso, já que o que de melhor ela sabe fazer é acrescentar surpresas e fatos marcantes às suas histórias.

Maggie May é uma menina que, assim como eu ou como muitas amigas minhas, morre de medo de ficar sozinha e parte desse sentimento tem a ver com o fato de sua mãe, após a separação de seu pai, ter se tornado uma mulher "solitária". Outra parte, talvez, tenha muito a ver com sua autoestima.

A busca desesperada pelo casamento (com direito a vestido branco, grinalda e igreja!) é tão forte que faz com que ela se meta em várias enrascadas e relacionamentos que, sinceramente, são um tiro no pé (além de abusivos). Se por um lado eu entendo o que ela sente, porque já me senti assim em algum momento da vida, por outro lado é desesperador acompanhar sua "jornada" com Felipe, o rapaz da internet.

As amigas de Maggie e Eric - um rapaz que ela conhece por acaso no mesmo dia que havia marcado o primeiro encontro com Felipe - tentam insistentemente avisá-la do erro que está cometendo, uma vez que cada falha do moço não é suficiente. E junto com suas amigas, eu tenho vontade de gritar a cada página que ela aparece suspirando por ele.

"Ela queria que ele fosse o homem certo.
E o problema de procurarmos algo quando queremos muito encontrar, é não termos um filtro para a busca. Podemos até achar que não é exatamente o que procurávamos, mas quando achamos um parecido, já encaramos a busca como finalizada." (pag 34) 

Fernanda sabe muito bem como nos deixar sem fôlego com suas histórias, da mesma forma que sabe falar sobre amizade, família e amor próprio de uma forma ao mesmo tempo sutil e forte. O Pulo da Gata não é apenas sobre relacionamentos, mas principalmente sobre a forma com que nos vemos, sobre nos respeitarmos e nos colocarmos acima de tudo. Ele fala sobre aprendermos a olhar para os lados e, claro, para dentro de nós mesmos.

Eu li esse livro numa velocidade que há muito tempo não lia, só pela necessidade de chegar logo no final e descobrir o desfecho. Terminei com um sorriso no rosto e querendo dar um abraço na Maggie. É exatamente o tipo de história que a gente precisa naqueles dias de desânimo - e também nos dias mais inspirados.




"- Porque, muitas vezes, não paramos para pensar em quem somos e do que gostamos realmente. Geralmente acabamos aceitando gostos que nos impõem, só para sermos aceitos, queridos, amados." (pag 14)

0 comentários

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.