.BEDA

#05 Três livros que eu adoraria viver

15:23

Eu sou apaixonada por livros. Se tem uma coisa que eu amo comprar e que nunca, jamais, me deixa triste, essa coisa é livro. Eu compro livros desde pequena. Eu precisei que meu pai construísse uma estante pra mim porque comprar uma não ia compensar (especialmente quando eu precisasse de uma prateleira). Eu já escrevi sobre livros em alguns outros blogs e, apesar de estar arrastada esse ano, sempre estou lendo algo (às vezes mais de um “algo” por vez). Eu tenho uma lista de vários projetos literários que gostaria de seguir.

Acho que isso deixa claro que boa parte das referências da minha vida são baseadas em: livros (e em determinadas séries, tipo as que são reprisadas eternamente no SBT, mas essa é outra história).

Ontem eu estava arrumando minha pilha de livros para ler e, conversando com a Alê (ou minha personal cheerleader) sobre postagens mais leves, surgiu a ideia maravilhosa, porém óbvia de falar sobre aqueles livros que eu daria todos os meus chocolates para vivenciá-los.

Meus três escolhidos foram:



01. Bolsas, Beijos e Brigadeiros (Fernanda França, Ed Planeta)

“BBB” é o terceiro livro da fabulosa escritora Fernanda França e continuação de “Malas, Memórias e Marshmallows”. Ele conta a história de Melissa, uma jornalista um pouco desastrada que embarca em um mochilão pela Europa para produzir seus trabalhos e conhecer um pouco mais sobre o lado italiano da sua família. Ser “jornalista”, “desastrada” e “embarcar para a Europa” são motivos bons o suficiente para eu querer entrar nesse livro tipo, agora. Mas todo correr da história me faz querer ser um pouco Melissa, toda aventura e as reflexões que ela tem durante a viagem.



02. A Vez da Minha Vida (Cecelia Ahern, Novo Conceito)

Um livro maravilhoso e totalmente tapa na cara, A Vez da Minha Vida conta sobre o dia que Lucy, a pessoa que tem passado os últimos anos empurrando tudo com a barriga, passa a receber cartas de ~alguém~ querendo marcar um encontro com ela. E então, um belo dia, ela conhece sua Vida. Simples assim. A partir daí ela precisa tomar vergonha na cara e encarar seus problemas de frente.

Deve ser, no mínimo, incômodo, dar de cara com sua Vida e precisar enxergar todas as bagunças que deixamos acumular embaixo do tapete. Ter que, de repente, encarar as feridas, as mentirinhas, os desconfortos seria péssimo, mas exatamente o que precisamos às vezes.



03. #GirlBoss (Sophia Amoruso, Seoman)

Sophia Amoruso é a CEO da NastyGal e uma pessoa incrível de se ler. Através de #GirlBoss conhecemos sua história, suas ideias, um pouco da sua vida e do nascimento - e crescimento natural - da NastyGal. Não só isso, também encontramos depoimentos de outras #GirlBosses inspiradores e motivadores.

Eu tenho adorado esse tipo de leitura que me faz pensar “wow, eu queria ser como ela” e “eu quero ser amiga dela” ao mesmo tempo. O livro é divertido e meio que causa aquela vontade de ler num fôlego só. Eu quero ter um dia a mesma determinação e foco que ela.

Existem provavelmente outras dezenas de livros onde eu gostaria de viver, mas acho que esses me marcaram mais nos últimos tempos.

Se vocês pudessem viver em algum livro, qual/quais seria(m)?

2 comentários

  1. AMO SER SUA PERSONAL CHEERLEADER e pra mim você é um pouco de todas essas moças aí, só falta criar vergonha na cara e ver isso de uma vez!

    Esse primeiro é nacional é? Ouço tanto você falar dele que tá dando curiosidade de ler ;~
    haha

    <3

    ResponderExcluir
  2. Gente tive um insight aqui e percebi que ADORARIA VIVER NA RUA DO LIMOEIRO DA TURMA DA MÔNICA!

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.