crônicas e contos

homenagem a tudo que fomos

15:32

daqui
Peço licença para usá-lo como personagem de mais uma crônica. Depois de tanto tempo, veja só. Acontece que tenho questionado muito essa relação nos últimos dias. Sinceramente? Não entendo sua mania de achar que é autossuficiente. Que você se basta. Juro que não diria mais nada se isso prejudicasse apenas você. Porque cansa e, afinal de contas, você não precisa de ajuda, não é? É orgulhoso demais pra isso. Você não precisa de nada ou ninguém que o tente tirar da sua zona de conforto. Bem como Emma diz a Dexter em One Day, eu te amo, mas não gosto mais de você. É possível entender isso? Eu me preocupo, mas não sinto mais encanto. E com toda sinceridade que cabe aqui, acho que as coisas só funcionam quando ainda nos encantamos pelas pessoas. Mas não há mais isso em boa parte do nosso tempo. Da sua parte em relação a mim, acho que nunca houve. Mas eu não lamento mais por "nós". Não o culpo ou me vitimizo. Lamento por você que se recusa a ouvir ou enxergar além do que lhe convém. Só digo que há coisas que não duram para sempre quando não há investimento, por assim dizer. Nossa história é como uma avenca partindo. E eu, sendo a primeira coisa que você perdeu, digo: não te resta quase nada.


*Essa postagem faz parte do #019 Desafio Blogueiro - Tema: "E eu, sendo a primeira coisa que você perdeu, digo: não te resta quase nada."

15 comentários

  1. Adorei o texto. É real e contraditório, como muitas vezes são as situações.
    Queria muito fazer parte do Desafio Blogueiro. Já pedi pra entrar, só resta me aceitarem.
    Bjs.
    http://doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! passei por isso recentemente e to tentando não sentir pena dessa historia..
    Adoro o seu blog.. beeijos flo.

    ResponderExcluir
  3. Confesso que tive medo de começar a ler só pelo título. Eu to assim. Eu amo, mas não me encanto. Ou talvez ainda me encante. Mas tá tudo tão confuso. :/

    Beijos,
    Thainá :) - http://tubaiina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Guria, eu só queria mandar esse texto pra o ex¹, apenas isso. Caramba, realmente, aí diz exatamente o que sinto. Incrível. É necessário ter o encanto; amor por amor a gente tem até por um gato. Mas o encantamento é diferente.
    Amei. ♥

    ResponderExcluir
  5. Achei esse texto lindo, mas não a sua cara! Mas lindo mesmo assim! Te amo, viu?
    <3

    ResponderExcluir
  6. Flor minha, confesso que fui meio pega no susto por esse texto.Essa coisa de autossuficiência me soa familiar, e alerto que nem sempre é arrogância.Às vezes é só um modo diferente de olhar para o outro como que acrescente se escolhe estar junto, mas naõ quem completa e que se nessecite.Sei lá, não nasci para ser muleta de ninguém, quero sempre o melhor, ajudo no que for preciso e não que não for preciso também mas não me cobre essa responsabilidade.

    Essa menina ai do texto, tava bem enfezada não?rs
    Mas entendi o "drama", afinal a autossuficiência arrogante é algo que incomoda e ao mesmo tempo anestesia.Ela perdeu o encanto, e concordo minha cara: Sem encanto não há sentimento que aguente.Agora o que sobrou ou deixou de sobrar do ouro ai(rs) não importa mais, se ele nãos e importa é seguir em frente.No m´ximo rezar, afinal alguém que está tão focado em sua "autossuficiência" a ponto de não ouvir quem lhe quer bem merece uma boa reza, pq em algum momento sentirá todo o peso da arrogância numa provavél desolável solidão.
    Eu não sei você, mas penso que a solidão é algo triste de mais, que ninguém mereceria sentir.

    Mandou bem no texto, arrasou. haha
    Faz tempo que não postava algo assim no blog, hein.;)
    Não conheço esse desafio ma sespero que tenha ido super bem.rs
    Beijooo!

    ResponderExcluir
  7. amei o texto, achei muito lido e me lembrei muito de uma amiga :)

    ResponderExcluir
  8. Ei, Fran. O orgulho cega as pessoas, e as impedem de evoluir, de amadurecer e crescer. É uma pena que essa pessoa não queira sair da sua zona de conforto. Aliás, uma das coisas mais difíceis é sair dela. Mas é preciso para crescermos pessoalmente.
    Eu tenho lidado com isso: Eu te amo, mas não gosto mais de você. É desse jeito mesmo, e eu entendo :C
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Dois motivos pra amar esse texto:
    1. Concordo. Concordo que chega uma parte no livro que o Dex fica insuportável e precisa acordar. Não que ele seja uma pessoa ruim, mas essa mania de autossuficiência magoa quem quer que esteja tentando permanecer na vida dele.
    2. Caio e a avenca <3
    Saudade daqui e de você <3

    ResponderExcluir
  10. Preciso dizer que arrasou? *-*
    Verdadeiro, direto, e com toda a classe necessária para dizer coisas como estas a alguém que precisa ouvir umas verdades.
    Às vezes é necessário abrir mão, deixar que a vida se encarregue de dar aquele jeitinho no outro que já não está ao nosso alcance.
    Perfeito, Franzita, amei cada detalhe!
    Saudades também! Ei, e o seu palanque tá mais lindo ainda! Desde a ornamentação ao discurso, rsrs *-*.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Eu acho que essa coisa de quem diz que é autossuficiente pra tudo é conversa de quem não quer encarar e conviver com outras pessoas. "Não preciso disso, não preciso daquilo, não preciso de você"; Na verdade, todo mundo precisa de algo a todo instante, do mais simples ao mais complexo.
    Seu texto fala tudo!

    ResponderExcluir
  12. Ai, Fran, isso é tão complicado, né? Eu vivo sendo Emma com meu melhor amigo nesse aspecto, inclusive já disse a frase pra ele pelo menos mil e uma vezes, mas sempre volto atrás.
    Concordo tanto com a parte do "as coisas só funcionam quando ainda nos encantamos com as pessoas" que até dói.

    Beijos, linda! <3

    ResponderExcluir
  13. Que lindo esse texto! E complicado o assunto, também. Sei lá, acho que às vezes a gente fica cobrando uma atitude mais romântica ou sentimental de uma pessoa que por natureza é meio fria, daí isso não dá certo. Dependendo do caso, talvez valha a pena ambos irem se "encaixando", mas o problema maior para mim está no envolvimento: no seu texto, parece que o cara não só é mais ~frio~ como também não está muito envolvido. De qualquer forma, está muito bem escrito, parabéns!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  14. Fran, esse texto é a representação dos meus ultimos 4 anos. Nunca encontrei nada que fosse tão perfeito e representasse tão bem....você fez com que me sentisse melhor.

    Parabéns!

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.