A Menina que Roubava Livros

"melhores Melhores Amigos" literários

18:29

Não sei se posso dizer que hoje é dia do amigo e eu estou sensível ou se eu estou sensível e é dia do amigo. De qualquer forma, eu andava pensando em fazer um post nesse estilo há algum tempo. Esse é meu TOP 5 dos "melhores melhores amigos" da literatura que eu conheço e que me lembre. De alguma forma cada um deles mexe um pouco comigo, porque OU eu me vejo em algum personagem OU vejo as características dos personagens em algum amigo OU porque eu queria que eles fossem de verdade para serem meus amigos (e no caso da primeira colocação, para eu ter quem me diga tudo aquilo, rs). Espero que gostem.


5. O Pequeno Príncipe & a Raposa
O Pequeno Príncipe, de Antonie de Saint-Exupéry

(fonte)
Pode parecer muito bobo tê-los citado aqui. Pode parecer injusto ter citado nosso Petit Prince com a Raposa ao invés de mencioná-lo com a Rosa. Mas a verdade é que, pra mim, a Raposa tem um significado ainda maior. Ela o ensina o que é cativar, criar laços... O ensina a sentir, o ensina o quanto somos únicos, o quanto nos tornamos únicos ao mesmo tempo em que tornamos únicos nossos amigos quando cativamos e quando nos deixamos cativar... E talvez mais importante ainda: o ensina o valor de uma amizade.
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." 
"Mas se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...”

4. Amir & Hassan
O Caçador de Pipas, de Khaled Hosseini

(fonte)
Hassan é criado de Amir, embora isso não os impeça de serem melhores amigos... Até algo bem triste acontecer com Hassan e, embora Amir tenha presenciado, não faz nada para impedir. Ele carrega essa culpa a vida toda, até ter a oportunidade de finalmente fazer a coisa certa, de fazer o que ele não fez pelo amigo. Eu não tenho como dizer que Amir me decepcionou bastante no início da história, dadas circunstâncias em que as coisas aconteceram. Mas o que ele faz depois (não só por Hassan) é memorável.
"Por você eu faria isso mil vezes."

3. Miles & Alasca
Quem é você, Alasca?, de John Green

(fonte)
Eu já falei sobre essa história aqui, então vocês já fazem ideia do motivo que me faz admirar essa amizade. Alasca foi o primeiro Grande Talvez de Miles e isso, por si só, já é o suficiente para eu os adorar tanto. Alasca apresentou a Miles um novo mundo, novos pontos de vista, novas vontades. Ele a admira de tal forma que eu chego a sentir um pouquinho de inveja (hahaha, é). Mas é uma relação tão bonita e tão doce (e há um pouco de cada um deles em mim) que colocar nessa posição ainda me causa certo desconforto.
"Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.”

2. Liesel & Rudy
A menina que roubava livros, de Markus Zusak

(fonte. mas fiquei em dúvida com essa)
"Uma roubava livros, o outro roubava o céu". E os dois roubaram meu coração. Sim, sou piegas mesmo! Mas eu nunca consegui não pensar nos dois sem que os olhos brilhassem, além de que eu sempre consegui imaginar muitas cenas descritas como se fossem reais. A cumplicidade, as brincadeiras, as "ofensas", as tentativas de Rudy de ganhar um beijo de Liesel... Sempre achei tudo tão intenso (especialmente para a época em que o livro se passa) que minha vontade é dar um abraço em cada um e dizer obrigada. Ou, no caso, dar um abraço do autor e agradecer por tê-los criado.
"Olhou para o rosto sem vida e então beijou a boca do seu melhor amigo, Rudy Steiner, com suavidade e verdade. Ele tinha um gosto poeirento e adocicado. Um gosto de arrependimento (...)”. 
"Ele mexe comigo, esse garoto. Sempre. É sua única desvantagem. Ele pisoteia meu coração. Ele me faz chorar.”

1. Emma & Dexter
Um Dia, de David Nicholls

(fonte. mas fiquei em dúvida com essa)
Eu não vou mencionar o fato de, além de algumas pessoas já terem me associado ao enredo, eu mesma já me comparei inúmeras vezes com a Emma. Porque ela é tão, tão real. Um real que dá raiva, porque eu me reconheço nela, porque eu vejo suas falhas que também são minhas, mas se mal consigo mudar meus pontos fracos, como, Meu Deus, posso salvar a Emma? Como posso socar Dexter para fazê-lo enxergar que, caramba, tá fazendo a coisa errada? Que ele mudou, que ele (a) reconheceu, sim, mas um pouco tarde demais. E que, apesar disso tudo, ele é o único que dizia todas as verdades que Emma devia ouvir. O único que de uma forma meio torta, mas ainda bonita, joga na cara dela tudo que ela é. Todas as suas qualidades, todo seu potencial e inevitavelmente, todo medo que ela tem na vida. Antes de ser meu casal preferido eles são, com toda certeza, meus "melhores melhores amigos" preferidos. 
"Você é linda, sua velha rabugenta e se eu pudesse te dar um presente, um que durasse toda sua vida. Sabe o que eu daria? Confiança. Isso ou uma vela aromática."

Essa lista também servem para homenagear meus melhores amigos e dizer que, se para os personagens dos livros eu dou tudo isso de amor e importância, pensem só no que eu sinto por vocês (extremamente piegas, eu sei...). Não acho justo colocá-los numa ordem (ainda me sinto agoniada por isso), mas ao menos fica um pouco organizado. De qualquer forma, torço para que gostem e para quem compartilhem comigo os "melhores melhores amigos" da lista vocês.

PS: Eu queria muito ter incluído os "bff's" de "Onde Terminam os Arco-Íris, mas falarei deles numa outra ocasião...

17 comentários

  1. Não li o texto ainda, mas vim expressar que estou ABSOLUTAMENTE chateada por não ter Harry, Rony e Hermione e Frodo&Sam no top 5, embora eu concorde com a maioria das suas escolhas.

    ResponderExcluir
  2. Amei infinitamente essa ideia de post, Fran! De verdade, um dos posts mais legais de dia do amigo que eu já vi.
    Liesel e Rudy são uma coisa e mereceram demais entrar nessa lista. Demais. Nem sei o que comentar alem de que estou morta de saudades de ler A Menina que Roubava Livros de novo. E Amir e Hassan, ai. Toda vez que eu leio essa frase eu fico arrepiada. A amizade deles é o motivo maior pra esse ser um dos meus livros favoritos.
    Não consigo lembrar do Pequeno Príncipe, é normal?
    E os outros dois to louca pra ler e agora só fiquei com mais vontade.
    Feliz dia do amigo, sua linda!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Amei a ideia do post e suas escolhas...Eu adoro o pequeno príncipe, acho que ele foi meu primeiro amigo que eu lembre..hehehe
    Eu não sei bem se gosto da amizade de Hassan e Amir, sei lá, acho Amir devotado demais, mas talvez seja pela hierarquia né, cultura diferente, sei lá...
    E cada vez que eu leio sobre o Alaska eu fico com mais vontade de ler, preciso comprar! rs :)

    ResponderExcluir
  4. LIESEL E RUDY <3
    os outros não conheço, só Emma e Dex, mas do filme, mas achei esse post muito amor, mesmo *--*

    ResponderExcluir
  5. Lisel e Rudy <33 chorei quando ela o beijou no final, o Rudy era uma gracinha :) ,
    E me sinto muitíssimo mal com o Amir,porque é tudo tão triste para o Hassan.Mas O pequeno príncipe sempre será o maior símbolo literário de amizade e sensibilidade , que mostra que se faz um amigo sem grandes explicações , mas que demanda eternos compromissos " tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" e que nos traz alegrias tremendas , " se tu vens,por exemplo,às quatro da tarde,desde as três eu começarei a ser feliz" . Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! Levando em conta que os livros que você mencionou ai que eu já li (A menina que roubava livros, Um dia e o Pequeno Principe) são livros que eu ADORO, creio que os outros dois da lista que eu não devem ser tão bons quanto! Já entraram pra minha listinha de proximas leituras! hehe Adorei conhecer seu blog moça, lindo aqui! Sucesso e beijos :D

    ResponderExcluir
  7. O Pequeno Príncipe foi meu amigo de infância. E eu gosto tanto desse livro! Acho que ele serve para todas as idades. Toda vez que releio, me surpreendo com os ensinamentos ali compartilhados.
    Liesel é uma dessas meninas que a gente quer abraçar apertado e dizer que ainda é possível ter esperança, apesar de tudo. Como ela sofreu!
    Adorei sua lista, uma ideia muito boa par o Dia do Amigo. Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Amir e Hassan, Liesel e Rudy, Em e Dex <3
    Amo, amo, amo esses amigos e seus respectivos livros e chorei horrores com eles.
    Os outros dois eu ainda não li, mas tenho muita vontade de ler.
    Ahh, que lindo esse post! *-*
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Liesel e Rudy s2 Quando amor! Nunca tinha pensado neles como uma das minhas amizades favoritas dos livros, mas agora que você falou (e pelo jeito que voce escreveu), senti todo o amor do mundo por eles s2 *-*


    Beijos,
    Thainá =)
    http://tubaiina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie. Não é bobo citar O pequeno príncipe não. Para mim ele é um clássico, e dos melhores. O Pequeno príncipe fez da minha infância melhor do que ela já era. Me surpreendi por você não ter citado a rosa, mas entendi.
    Quero muito ler Quem é você, Alasca? e Um dia (principalmente Um dia).
    Estou na metade de A Menina que roubava livros e estou adorando esse livro. Adoro a amizade dos dois personagens, e eles me tiram sorrisos sempre que o Rudy tenta conseguir um beijinho da Liesel. Acho que por causa da época, do lugar onde a história se passa e do sofrimento a amizade é mais verdadeira.
    Beijooo!!!!

    http://meusantidotos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post. Tão legal homenagear a amizade, falando de amigos. Gostei mesmo.

    Guardei a ideia para ano que vem. rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Sempre que me pedem pra escolher um casal de melhores amigos literários ou uma história que me faz/fez chorar ou qualquer outra coisa do tipo eu sempre fico em dúvidas entre o Amir-Hassan e a Layla-Mariam, de A Cidade do Sol. Eu sou apaixonadíssima pelos dois primeiros, mas as duas últimas me ganham por- adivinha? - serem mulheres rs. É, eu sei, parece um pouco feminista ao extremo, mas veja bem, se dois garotos sofreram tudo isso num Afeganistão injusto e bombardeado constantemente, imagina o que duas mulheres não passaram? E a amizade da Mariam e da Layla é quase uma coisa mãe-e-filha, é um daqueles (des)encontros que realmente muda o rumo da vida uma da outra.
    Rudy e Liesel é quase um Dexter e Emma infantil, eu acho (porque eu só vi o filme até agora) rs. É aquele tipo de relacionamento que quase todo mundo tem - ou teve -, que se diferencia por suas particularidades, obviamente, e que nem sempre termina como nós gostaríamos, mas que nos amadurece, nos fortifica e nos deixa prontos - ou semi-prontos - pra próxima etapa da vida. E deixam muitas lembranças.
    Nunca li Quem é Você, Alasca? e não sou muito fã d'O Pequeno Príncipe então eu substituiria essas duplas por, hm, Shmuel e Bruno - d'O Menino do Pijama Listrado - e pela Anna e o Étienne - de Anna e o Beijo Francês. E acrescentaria uma menção honrosa ao trio mais lindo de todos os tempos: Harry, Ron e Hermione, claro rs.

    <3

    ResponderExcluir
  13. Adorei a ideia, Fran! Amo todos os amigos que você citou, até o Miles e a Alasca que ainda não conheço, mas que já amo de ouvir falar. Mas de todos, os meus favoritos são certamente Dexter e Emma, por tudo que você falou e porque eles são tão diferentes, mas dão tão certo e por tantas vezes são exatamente o que o outro precisa, que ai: <3
    beijo

    ResponderExcluir
  14. A amizade da Alasca com o Miles é linda, assim com a do Pequeno Príncipe com a Raposinha dele, maaaaas não preciso nem dizer que a minha favorita da lista é a última, né?! Me identifico tanto que chega a doer. Dex&Em, Em&Dex pra vida! <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Concordo por inteiro com seu post! Não, mentira, ainda não tive a chance de ler "Quem é Você, Alasca"; mas, ainda assim, já deu pra perceber pela sua resenha que é muito bonita a relação de amizade entre o Miles e a Alasca. Além do mais, o John Green sabe construir seus personagens muito bem - eu sei porque em A Culpa é das Estrelas não é diferente. Se você já tivesse lido, daria um jeito de encaixar a Hazel e o Augustus na sua lista com certeza!
    Sobre os outros: é difícil encontrar um par pro Pequeno Príncipe porque, meu Deus, aquele garoto poderia fazer amizade com qualquer pessoa/coisa, inclusive a relação dele com o narrador é muito legal. Também fiquei bastante decepcionado com o Amir, viu, mas acho que ele realmente conseguiu se redimir depois. E essa primeira citação de A Menina que Roubava Livros, hein? :')
    Agora, sobre Emma e Dexter, abstenho-me de dizer qualquer coisa. Acho que também são meus "melhores melhores amigos" preferidos. Principalmente, acredito, por permitir que a gente se identifique tanto com eles, como se os conhecêssemos realmente. No caso dos outros quatro, por se tratarem de crianças, eles ainda tem uma pureza que a gente admira, mas - infelizmente - não sabemos mais onde ela está.
    Haha, divaguei, né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Também me apaixonei por inteira a cada palavra do livro A menina que roubava livros.
    Eu não apenas li, mas vivenciei o que lia. Desde as descrições do tempo descritas pela personagem Liesel, até os socos que o pequenino e valente Rudy, recebeu durante o livro.
    E não posso negar que meus olhos também brilham ao lembrar desta historia que se tornou real pra mim, pois uma historia se torna real quando é vivenciada. E esta história foi vivenciada, sentida verdadeiramente por vários leitores.O que a torna real!!
    Enfim, queria muito ler o Livro O carregador de sonhos, e torna-lo REAL também, porém não o encontro. Se alguém souber onde ele está a venda, peço com toda a ânsia de uma leitora, que me informe.
    Já estava me esquecendo... Ooi"s!

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.