crônicas e contos

Meu desenho de você.

18:39

Nós mudamos. E é visível. A cada vez que nos olhamos e a cada vez que nos olham. É fácil sentir que tivemos uma história que não acabou, mas também não mais existirá. Quantas histórias realmente boas acabam com um beijo sob o luar? Quantos finais aquecem o coração?

Sei que nossas palavras escondem coisas grandes, imensas, impossíveis de serem explicadas. Sei também que podemos tropeçar nelas em algum momento, mesmo sabendo que cada passo que damos é minimamente calculado. Mas tudo andará bem, não é? Tudo nos conformes enquanto não corrermos o risco de mergulhar no mais fundo do outro.
Conheço teu olhar. Azul-mar. E nós sabemos muito bem o que isso quer dizer. Posso pular todos os clichês que caberiam a você nesse instante.
Você conhece meu olhar. Distante, expressivo, inquisidor. E incapaz de deixar passar qualquer microdetalhe do mundo.
Já não sei imaginar nosso encontro sem efeitos especiais. Sem câmera lenta, sem a enorme estrelha cintilando no céu como continuação da história... Mas não imagino nossos instintos. Não imagino se você daria seu sorriso de menino, se me beijaria ou se brincaria com meu cabelo. Não sei se eu me jogaria em seus braços e deitaria em seu peito ou se, abraçada, sussurrria que senti saudade. Se ficaríamos corados. Se você riria da minha timidez. Se.
Não que eu esteja falando de paixão. Falo de algo tão mais sublime, sem tormentas, tão doce. Os nossos momentos regado a riso se eternizaram. Sei disso porque nas nossas conversas desconsertadas você diz, quase mostrando a fotografia daquele segundo "ei, você lembra daquele dia que..."
E lembro.
Do morango que dividimos, das músicas que você tocou e da forma que segurou minha mão. Toda atmosfera daquelas tardes nos mostrava que um era, é e será tudo que o outro precisa.
Mas vivemos na mania de achar que estamos sempre certos e há dois certos aqui. E nossa teimosia e ceticismo nos impede de disfrutar dessa coisa sem nome que cresceu sorridente feito paz.
De qualquer forma, mudamos. Disfarçando nosso coração que vibra a cada flash de memória. Que aguarda.
E dói. Só nós sabemos o quanto dói cada olhar que trocamos.

25 comentários

  1. Intenso garota, e bonito.

    minha net voltou \o/
    bj ;)

    ResponderExcluir
  2. Simplismente lindo!!!

    Li e reli

    BeijoO *.*

    ResponderExcluir
  3. Tão perfeiito *--*
    Sei lá parece que vc escreve com a alma, vai muito além das letras!
    Bjos ;*

    ResponderExcluir
  4. Texto maravilhoso, muito bem escrito!
    Intenso!

    Sem palavras!

    Adorei o seu blog!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Me encontrei em várias linhas do texto,adorei !
    Ahh flõr,obrigada pela visita e pelo carinho,é ótimo saber que achou um belo post,Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  6. Oi flor, vim apreciar seu lindo blog! Adorei o texto, é de uma intensidade sem par! Meus parabéns pelo cantinho, tá?

    Um bjo enoorme!

    ResponderExcluir
  7. Oi querida, td bem???
    Adorei seu blog. Já estou seguindo...

    Bjos

    Nina

    Meu blog: http://doce-meio-amargo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. UAU que lindo! *-*
    ADOREI *-----*

    PS: faz tempo que num venho aqui, né? I´m sorry =D e quase num to entrando no msn... ai a gente acaba sem se falar... tmb to com saudades *-*
    A Mão Esquerda de Deus é muito bom mesmo, só parei quando o livro acabou... kkkk
    Bjão, boa semana e feriado =^.^=

    ResponderExcluir
  9. Fran passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderExcluir
  10. Nada como mudar, e assistir à mudança silenciosa do outro também. Assim como lagarta, saindo do casulo e se libertando pra vida. E com tanto romantismo, fica ainda mais doce e fácil se deliciar e fazer com que essa mudança seja boa e definitiva, nada passageira.
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  11. Sei que vou fazer uma nova história com enrredo diferente só sei que estou fazendo tudo isso porque meu coração esta mandando. Se pudesse voltar no tempo eu não mudaria nadas sim faria novamente todas as burradas que eu fiz, os momentos de alegria e tristeza sim viveria novamente sim com mesmo enrredo e com os mesmos personagens.

    pense assim !
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Tem cinco poemas novos em meu blog http://lenjob.blogspot.com e lhe apresento o Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, um super canal interativo de arte. Me fale o que achou, viu?? Abaixo poema.

    João Lenjob

    Na Nossa Tela
    João Lenjob

    Se quiser o céu numa tela
    Eu o trago até você
    Eu lhe dou pincel, tinta e uma aquarela
    E as cores, dá você
    Venho com estrelas, cometas e uma lua bela
    Mas o sol, traga você.

    Dance no céu, pintando como bailarina
    Que sou platéia pra você
    Seja a pintura mais pura, doce menina
    Que sou menino pra você
    Dê-me o amor da arte mais divina
    E do amor faço você.

    Ame menina, na nossa tela
    Aquarela, eu e você

    Se por acaso alguma cor lhe falta
    Eu faço em verso pra você
    Viro então um poeta astronauta
    E fico no céu pra você
    Enquanto pinta a nossa pauta
    A poesia é feita pra você.

    ResponderExcluir
  13. É tão bom olhar para alguém e sentirmos isso,não é mesmo? Por mais que depois a realidade nos puxe de volta.
    =
    Seus textos são tão lindos *O*.
    -

    Fico feliz que tenha gostado de "Love Story" reescrita; tenho tido muitas ideias, o que me leva a escrever bastante.AHHAAHA.Espero que eu consiga terminar e publicar *_*

    -
    Te adoro também,meu anjo :)

    ResponderExcluir
  14. Ameiii..como sempre, tocando corações =*

    ResponderExcluir
  15. Só posso abixar a cabeça mais uma vez em sinal de respeito.Pois ainda não entendo como cabe tanta poesia, tanto sentimento tudo tão infinito e você continua assim tão simples e singela, como se nada de tão pertfeito pudesse estar passando dentro de você o tempo todo.

    Ai, amiga, eu te amo tanto!=')

    Beijos.
    =**

    ResponderExcluir
  16. Tá muuito lindo, sis. Acho que você retoma seu passado nas tuas palavras, e imagino o quanto deve ter sido bom.
    Paixão é bom, mas amor é melhor ainda. É sublime. ^^

    -> Desculpe pela incrível demora pra atualizar e responder o comentário, mas estou passando por momentos complicados e extremamente corridos na minha vida. Por favor, leia o último post do meu blog, lá eu estou explicando tudinho! Beijos <-

    ResponderExcluir
  17. Não deveria doer quando o amor é tão bonito assim.

    Belo texto, belo mesmo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. ola retribuindo a visita, voc escreve super bem, adorei o texto,lindo mesmo *-*
    beeijo

    ResponderExcluir
  19. estou cada vez mais ausente do blog, infelizmente

    mas sempre que consigo mais um suspiro de vida pra ele venho aqui tbm, pra não perder de vista o q escreves :)

    só nessas palavras q consigo visualizar sentimentos q não tenho há tempos.. é bom reviver isso, sempre reencontro sentimentos vindo por aqui ^^

    ResponderExcluir
  20. haha, adoro saber que você curte meu blog =) obrigada, adoro o seu tbm.
    lindo texto. beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Que texto magnífico! Do começo ao fim, como se o tivesse escrito pra mim :)

    Te sigo. Você é excelente :*

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.