crônicas e contos

• então, por que não consegue enxergar?

17:56


"Existe algo em mim que ainda me faz querer você. Não sei exatamente se a) existe algo em mim que faz com que eu te queira ou se b) existe algo em você que me pertence. A verdade é que por mais que eu corra, todas essas lembranças estúpidas me perseguem. E mesmo que eu apagasse tudo de você na minha vida, ainda existiriam essas malditas lembranças, que só fazem surgir na hora errada. No momento em que eu acho que superei, que esqueci, que estou bem melhor. Não é verdade. Nós sabemos o que acontece. Nós sabemos o motivo. Não sei bem de quem foi a culpa por tudo isso acontecer, mas talvez devesse mesmo acontecer. Logo, não é culpa de um de nós. Sei que você acha minha memória estranha e assustadora, mas não existe como eu simplesmente esquecer de cada detalhe. Você já me disse tanta coisa, já me prometeu outras tantas... E sempre age de uma forma tão doce quando está aqui. Não sei se tudo realmente faz sentido, se tudo isso realmente se une de alguma forma que tenha um significado no final. Aliás, eu nem sei como será esse tal final feliz que todos dizem. Nem sei quando o nosso vai chegar. Me diga: você pode apressar as coisas, por nós? Talvez não seja certo a forma com que lhe testo algumas vezes, mas eu preciso disso. Tenho que ver se tudo isso realmente vale a pena. Eu preciso sentir um detalhe desse tal afeto pra continuar. E na verdade, às vezes, nem sei o que me leva a continuar. Existe um impulso bem maior, algo quase que vital, que me faz sempre seguir e até ceder. E ainda tenho a coragem de dizer que é tudo como quero. Não é. Nunca foi. Sempre foi você. Clichê e brega, mas seu olhar me hipnotiza. E só de lembrar dos seus grandes olhos sobre mim, tenho vontade de tê-los novamente, ali, daquela forma. Seu colo é a coisa mais confortável que tenho, é onde me encontro. E seu cheiro me segue apenas por onde quer que eu passe. É tudo tão notável. Então, por que você não pode enxergar? Seria tão fácil, se quisesse, mudar toda essa angustia aqui dentro. Bastava só uma pergunta sua, bastava você dizer duas ou três palavras. Mas acho que preferimos agir pelo jeito mais complicado, não é? Então, diga-me algo: apenas, diga-me."


Uma lágrima rolava de sua face, manchando talvez uma ou duas palavras.
Guardou a carta dentro de um livro velho da estante. Deixou o telefone ao lado, apagou a luz. E dormiu. Para tê-lo em seus sonhos.

-

ps: mil desculpas pela demora secular, hihi.

9 comentários

  1. Minha flor ^^

    nas suas palavras:

    'tem algo meu com ele, algo que ele não devolve.um vazio, lateja taanto'

    nem preciso dizer que ame, né ?!

    te amo minha flor ;*
    mtmtmtmtmtmtmtm :)

    ResponderExcluir
  2. Lindo.

    "Ela só quer que ele diga o que ela tanto quer ouvir.
    Três palavras, sete letras."

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. oioioi!!!
    Deus do céu!!
    quanto tempo eu to sumida...
    é que fiquei de castigo...
    saudades!!!
    seu blog continua lindo e perfeito
    !!!!
    parabéns!!!!
    bjinhos

    ResponderExcluir
  4. Esse texto parece comigo.Me sinto assim ultimamente; esses homens no deixam loucas :D


    ameei o texto *_*



    beeijos!

    ResponderExcluir
  5. Eii flor
    Adoreei o textoo, voce escrevee muitoo beem! sucesso e too te seguindoo! bjus

    ResponderExcluir
  6. aposto que é a alternativa B. awn texto lindo, romantismo no ar qqse ash.

    ah tipo, respondendo à sua pergunta,sou estudante ainda. só tenho 15 aninhos poxa oewiuroiweur :c

    ResponderExcluir
  7. essas três palavras, sete letras. Se ditas com verdade são as coisas mais preciosas de se ouvir.

    ResponderExcluir
  8. Nem todo mundo consgeue dizer essas três palavras. E as vezes nao conseguimos mesmo tirar o cheiro, o olhar.. dela na gente!
    Belo o texto!

    Beijos =*

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.