crônicas e contos

; Voz.

13:52


De qualquer forma, aquela voz em sua cabeça continuava sussurrando. Soprava coisas, trazia palavras, empurrava imagens para seu coração. De qualquer forma, lembrar doía. A voz continuava sussurrando, e tudo era como um filme passando em sua mente. Havia sorrisos, havia promessas... Mas havia lágrimas. Havia um nó na garganta nunca desatado, havia uma carta jamais enviada. Havia arrependimento, havia segurança, descobertas, conquistas. Recordava fatos que tinham sido empurrados pra algum canto da mente. Segredos, cochichos, números, bilhetes de amor, suspiros, borboletas do estômago, o caminhar de mãos dadas, o olhar... Eram tantas coisas, tantos enganos, tantos caminhos que ela poderia enlouquecer. A voz. A voz que não parava de sussurrar e trazer tudo à tona: o perdão, o orgulho, o pecado, a afirmação e a negação, as brincadeiras, o juízo, as letras e as canções. Era tudo perfeitamente milimetrado para caber ali. Menos as palavras. Cada palavra dita sem pensar ou cada palavra pensada insistentemente antes de ser solta. Cada palavra que não era bem aquilo, mas acabou sendo. Cada palavra que era pra ser e não foi. A voz continuava sussurrando. Continuava negando, fingindo, sorrindo e afirmando. Cada palavra que se fazia de conta, que se pintava de cores e que se desbotava na chuva. Cada palavra pequenininha com um grande significado, que fazia de tudo para ser notada, mas algo a cobria. A voz ainda sussurrava e as batidas do seu coração faziam com que cada nó guardado na garganta fosse desfeito. E se desfaziam em lágrimas. A voz sussurrava as lembranças que iam passando, enquanto ela chorava, ora de alegria, ora de decepção. Era coisa demais. E a voz ainda sussurrava. Uma vida inteira, enfim.

---
E eu devo explicações por sumir: era pra eu ter postado há um bom tempo, se não tivesse semana de provas e ficado sem net. Daí formataram o pc e ficou tudo bem novamente. Mas não briguem comigo. Estou um outono mais velha hoje. \o bj&bj :*

19 comentários

  1. 'Cada palavra que se fazia de conta, que se pintava de cores e que se desbotava na chuva.'

    Você sabe falar do que mais em encanta: COR.

    As vezes acredito que as vozes nada mais são do que a gente tentando nos fazer acreditar que somos capazes de suprir todo caos e dor.
    Te amo.

    ResponderExcluir
  2. A voz da sabedoria interna. Somos sabios mas tentamos evitar escutar essa voz. Lembramos das alegrias e nas alegrias as recordações dolorosas aparecem também, bem complexo.
    Perfeito seu trxto, o que já não é novidade!
    E Obrigado pelo selo!
    Beijocas :*

    ResponderExcluir
  3. sou vegetariano sim...

    tenho outro blog falando sobre vegetarianismo e atualizações diarias www.veg-infos.blogspot.com

    Vê lá :D

    ResponderExcluir
  4. pq ela faz os textos mais lindos e que realmente é td verdade...amo vc irmiga!!!!!
    Essas vozes, vozes para td a vida, mesmo q nao queremos ele ficam sempre em nossa mente e tbm no coração...

    Beijaozao...amo vc irmiga

    ResponderExcluir
  5. Oi mocinha, antes de mais nada obrigada pela vistia ao "Meu Lado Contido" seja sempre bem vinda.
    Garota você escreve muito.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. É por isso que eu sou contra me arrepender do q eu fiz... já foi feito e eu decidi antes de fazer, entao foi consciente.

    e eu não tinha deixado os parabens pelo blog, deixo-o agora: Parabens ^^


    www.thiagogaru.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. diz tudo que eu to sentindo nesse momento , não sei se sua intenção era essa mesma , mais foi isso que eu senti .
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Amei muito o teu texto, é perfeito. Me lembrou 'Memórias', da Pitty. Eu vivo com essa voz, sussurrando, me dizendo coisas que eu tento esquecer, ou pelo menos organizar, mas nunca deixa de ser um turbilhão em minha cabeça. Você escreve muito bem, parabéns :)

    ResponderExcluir
  9. aaah, essa maldita voz.
    nos arrancando sorrisos e lágrimas, nos trazendo as infelizes noites de tormenta.
    beeeijos :*

    ResponderExcluir
  10. Floor!!

    voltei com o blog..
    passa láh?

    te amO'

    beijoo

    ResponderExcluir
  11. é, algumas vozes nunca se calam...........

    quando algumas me atordoam, começo a cantar ;o)

    beijos, flor e obrigaaaaada pelo selinho ofertado, adorei o carinho da lembrança

    MM.

    ResponderExcluir
  12. Sempre haverá uma voz, cantando, cochichando, dizendo carinhos...

    Deveríamos parar de ouvir as vozes que não nos dizem nada e parar para ouvir aquelas que são sábias, que só querem o nosso bem

    ;-)

    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Nem fale o quanto dói lembrar coisas. Algumas coisas...

    Lindo texto!

    ResponderExcluir
  14. Lindo, lindooo...
    Essa voz é oq deixa tudo bem vivo dentro da gente, né? Deixa tudo em carne viva...

    Te espero lá no sina!

    Beijão e boa páscoa.

    ResponderExcluir
  15. texto bem complexo, me identifiquei xD muito bom

    ResponderExcluir
  16. Nossa!Que texto mais lindo moça...=)

    ResponderExcluir
  17. aviso, flor:
    minha conta google foi deletada (não porquê), por isso o miss-umbrella.blogspot.com não existe mais. e o link não está disponível.
    então, agora respondo por aqui :sonhosmentesecores.blogspot.com.

    beijo;.
    ;DD

    ResponderExcluir
  18. Oii,
    desculpa a demora,é que essa semana foi uma loucura mesmo...mas nada melhor do que ter o q fazer...
    valeeu pelo coment,eu adoro quando as pessoas comentam,eu me sinto feliz d poder ouvir historias e compartilhar as minhas.
    Quanto a seu post,está o máximo...
    "Eram tantas coisas, tantos enganos, tantos caminhos que ela poderia enlouquecer." exprime o q eu sinto neste momento...
    beeijos,boa semana

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.