crônicas e contos

; Meninα de Asαs

17:16


Ali, no meio daquela multidão sentada na areia, ela se sentia desconfortavelmente só. Não imaginava o motivo, mas sabia que lhe faltava alguma coisa. A água do mar molhava seus pés, e o vento leve espalhava sua franja. A estranha sensação de que sua presença não era notada tomou conta dela e contraditoriamente tinha a estranha sensação de estar sendo observada. Aprendera desde cedo sobre sonhos, e sabia que neles, duas almas poderiam sim se encontrar. Sabia que a outra pessoa sentiria sua presença. Sabia também que os sonhos são, simplesmente, os maiores desejos da consciência e os pesadelos, os maiores medos. Ainda assim, não conseguia acreditar que alguém realmente estivesse observando-a. A outra alma, o outro coração que procurava, não estaria ali. "Era impossível", segundo ela, "encontrar a alma que se procura a vida inteira no meio de uma multidão". Tentava mudar de lugar e ainda assim, sentia aquela presença. Era extremamente cansativo imaginar ou procurar no meio de tantas outras pessoas, aquela pessoa. Era inevitável, porém, fugir dela. Numa questão de segundos, todos os sentimentos e sonhos se misturavam dentro dela. No instante em que aquele par de olhos encontrou os seus, seu coração se acelerou numa velocidade inimaginável. Ali, os braços se misturavam no momento em que criavam um novo sabor em suas vidas. Dali em diante, seria uma única vida, um único olhar e um único sonho. Ele era como um anjo na vida dela, e agora, mesmo no meio da multidão, era como se só existissem eles.
Era possível sim, encontrar a alma procurada em toda a vida no meio de uma multidão. Era verdade, então, que em sonhos, as almas se encontravam. Ela sentia-se transportada ao sonho, como se tivesse asas. Então, aquela bagunça interior se ajeitava na medida em que seus braços se entrelaçavam. A alma que ela procurava apareceu no momento mais inesperado e inesquecível. Era havia encontrado, então, a sua alma gêmea.

9 comentários

  1. aaaaai. amei *-* almas gêmeas são tudo. vou encontrar a minha um dia 8D

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de seu texto, como sempre muito sensível e meigo, cheio de um romantismo que me faz ficar imaginando coisas belas.

    Eu quero te agradecer pela visita no meu blog e pelas belas palavras que deixaste lá. Sua presença sempre me agrada muito.

    Eu vi na apresentação de seu perfil que tu sonhas em lançar um livro. Anota ai o meu e-mail e vamos conversar sobre isso: atilasiqueira1@yahoo.com.br

    Meu msn: atilasiqueira@hotmail.com

    Derrepente eu posso te ajudar a fazer seu sonho virar realidade.

    Um grande abraço,
    Átila Siqueira.

    ResponderExcluir
  3. Voltei sim, e pretendo ficar...
    Ah qdo quiser se comunicar comigo tem meu e-mail tb: suzyinocente@yahoo.com.br...

    Recebeu seu presentinho ou aind a não???

    Bjuss!!

    ResponderExcluir
  4. que fofo!!!

    é tão bom quando esses encontros se dão!!!

    beijos, linda e valeu a visita

    MM.

    ResponderExcluir
  5. Que lindoooo!
    Agora os dois podem se afastar o quanto quisre pq sempre estarão unidos e agora sabem o por que.; )

    te amo Dan.nada!

    ResponderExcluir
  6. qe lindooo irmãa
    mágicooo
    *-----------*

    qero encontrar a minha!
    *-*

    beeijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!!

    Gostei do texto!Parabens!
    Acredito que o amor exista na vida física, e nao só sonhos. seus textos sao lindos!!

    bjus!!!

    ResponderExcluir
  8. Ah, quanto tempo! Estava com saudades de postar, de passar nos blogs, no seu também, claro.

    Seus textos são sempre lindos, cheios de uma inocência que me faz falta e me toma por inteiro enquanto os leio.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito deste texto (:
    Quem me dera que a realidade fosse assim tão simples e doce!

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.