crônicas e contos

; Destino...

12:58


"Eu juro que não queria perder meu precioso tempo nisso, sei que vamos discutir à beça, ainda assim, eu venho te perguntar uma coisa, uma única coisa: por que diabos você o colocou de novo na minha vida? POR QUE? Eu estava bem, é sério. Até você começar aprontar comigo. O que é que você tem na cabeça, hein? Nunca te avisaram que grandes sustos podem matar alguém do coração? Que podem ME matar do coração? Era isso que você queria? Ei, não me olhe assim! A culpa não foi minha! Definitivamente não! O quê? Eu sou a culpada? Ah, sim, claro! Realmente, fui eu quem ligou pra ele e disse para ele aparecer lá e me surpreender daquela forma! Aham! Você realmente deve ter sérios problemas mentais. Nunca vi alguém delirar tanto... Enfim... O quê? Tá, deixa eu ver se entendi: eu sou a culpada só porque mudei meu caminho? Só porque quis passar numa rua que eu poderia ter evitado, é isso? Você hoje tá tão engraçadinho! Nossa... Sério, me avise quando for pra rir, combinado? Eu falo sério, você sabe! Quero entender o que leva você, depois de tanto tempo, fazer esse tipo de coisa comigo. Logo comigo, que sou tão legal. Você, ainda mais que ninguém, sabe o quanto eu quero esquecê-lo. Agora me diz: acha mesmo que tem como esquecer alguém, sabendo que eu posso sair de casa e encontrá-lo por aí? Acha mesmo que eu conseguirei ficar tranquila assim e... Como é? Repita isso! Anda! Meu Deus, como você é cara-de-pau! Tudo bem, não sei se quero realmente esquecê-lo. Mas você sabe que foi o culpado. Olha, de verdade, se quer rir da minha cara, espere eu colocar o nariz de palhaço, tá legal? Sem graça, você! Leia bem isso e repita: o culpado disso tudo foi você! Não, seu pateta! É pra mudar o pronome! Nunca pensei que você fosse tão chato! Chato, chato, chato! E sem graça. Eu falo sério, tenta prestar atenção. Foca na história: depois de quase dois anos, (leia bem: dois anos) para esquecê-lo, e quando eu finalmente estava achando que consegui, pimba! você faz com que ele apareça! É sempre assim. Qual o teu problema comigo? Como? Olha, vê se entende: o culpado disso tudo é você. Você fez com que eu o conhecesse, com que nascesse algo entre nós. Você fez com que nos afastássemos e agora tá aí, jogando seu jogo estúpido e hipócrita! E, cá entre nós, você sabe o quanto eu gosto dele e queria poder encontrá-lo sim. Mas sabe o quanto eu queria que esse encontro fosse algo realmente bom, que não fizesse minha pressão cair e nem me deixasse com cara de espanto. Sabe o quanto eu queria poder encontrá-lo para resolver tudo o que deixamos momentaneamente de lado. Você sabe, Destino danado, o quanto esses encontros relâmpagos me deixam mal, o quanto me dói 'ter e não ter'. Porque raios ainda brinca assim com meu pequeno e frágil coração? Tá, já chega! Não vou discutir com você, mas por favor, tenha um resto de consideração e coloque tudo em ordem, ok? Não, não é isso! Não quero que você resolva nada por mim: quero apenas que faça aparecer a oportunidade de eu resolver tudo! Não é pedir demais, eu sei que não é. Olha só! Você me fez chorar! Droga! Eu te odiarei por isso, sabia? Ei, pode parar com isso! Não coloque o Tempo no meio! 'Cê tá pensando o quê? Que eu sou algum tipo de peteca? Nananinanão! Eu não confio nele. Tempo miserável! Passei dois anos batendo na mesma tecla, martelando o mesmo pensamento e me culpando, quando a culpa é toda sua e você, seu sem coração, ainda coloca Tempo no meio! Era só o que me faltava né! Eu não tô pedindo muita coisa, você sabe disso. Só quero que tome mais cuidado com as surpresas que vai deixar na minha vida, combinado? Sabe, não sei se aguento tantos choques. E não sei se aguento ficar nesse vai-não-vai, chove-não-molha. Tenho pressa da vida. E esperar dois anos é demais. DEMAIS! Não, não reclamo dessas coincidências, só queria que fosse algo menos frustrante, e que eu pudesse ter a certeza de que resolveria tudo ali. A incerteza sobre aquele ser o último abraço ou não me mata por dentro. Eu preciso saber o que tenho na vida, para dar continuidade nela. Tente ser mais simpático e se coloque em meu lugar. Você sabe o que eu sinto e como eu me sinto. Então, por favor, não me faça sofrer mais... - A Menina"





"Menina, quando é que você irá perceber que os verdadeiros sentimentos nunca são esquecidos? - O Destino"

7 comentários

  1. Main amei esse testo q vx fez.
    Tudo a ver.
    Lindo demais.
    Perfeito.
    Te amo

    ResponderExcluir
  2. adoreeei! ficou tão lindo, tipo aaain *-* concordo que os verdadeiros sentimentos não são esquecidos! Menina, desencana e vai correrendo pra eeeele. aiuasioasjasoijsa xD~

    tá lindo, Fraaan :)
    beeijos ;*

    ResponderExcluir
  3. qe meniina brutaa! oO
    porque vc nqnd ver ele denovo num fala diretamente?!
    vai na fé iirmãa *-*

    não deixe mais essa duvida te encomodar :)

    beeijos amoo♥

    ResponderExcluir
  4. vim te convidar pra conhecer meu cantinho!
    Te espero lá,ok?
    Bjks mil e uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  5. Olá, adoreei teu blog :)
    aaah, esse texto tem tudo a ver comigo também ¬¬, quando estou a ponto de esquecer uma pessoa que gosto muito, no momento mais inesperado vem ele e aparece de novo e fico que nem uma idiota lembrando de tudo e me perguntando porque ele apareceeu de novo >< .
    Vai entender o Destino né? :)

    beeijinhos..♥

    ResponderExcluir
  6. Incrível! Vc tem muito talento moça! Parabéns!!!

    ResponderExcluir

Puxe a cadeira e sirva-se de um chá.